Cine Apis + Workshop sobre Lixo

Tudo começou com a angústia de ver o lixo espalhado pelos arredores do Espaço Apis, aos pés do orelhão e até no vaso da palmeira ao lado da entrada do espaço. Tentamos ligar para a Prefeitura para pedir algum tipo de ajuda, caçambas, lixeiras ou até uma sinalização que fosse. Em vão, diversos requerimentos não foram atendidos. Decidimos então tomar a causa em nossas mãos.

Queríamos conscientizar as pessoas da região, principalmente as crianças, a verem o lixo com outros olhos. Para isso, nada melhor que a arte para mostrar uma outra perspectiva do mundo. Decidimos realizar uma sessão do Cine Apis em conjunto com uma oficina para crianças para tratar o tema do lixo e ensiná-las a como diminuir esse problema que faz tão mal ao nosso planeta.

Na quinta-feira apresentamos o documentário “Lixo Extraordinário” que mostra o trabalho que Vik Muniz fez em conjunto com os catadores do aterro sanitário do Jardim Gramacho.  As crianças ficaram impressionadas com as imagens das montanhas de lixo e dos caminhões que traziam cada vez mais, enquanto diversas pessoas esperavam para catar materiais que poderiam ser reutilizados, ou seja, que teriam algum valor.

Eles perceberam que muitas coisas que jogamos fora na verdade não são lixo e não precisam ser descartadas. Muitas dessas coisas podem ser interessantes para outras pessoas e podem até virar arte! Nossa preocupação era mostrar a eles que as coisas podem ser reutilizadas, diminuir a febre do consumo e mostrar que podemos recuperar as coisas em vez de jogar fora.

Queríamos que vissem o lixo de forma diferente, entender que o jornal é papel,  a garrafa é vidro, e que esses materiais podem ser reciclados. Além de passar a eles a idéia de reutilizar e diminuir o consumo de materiais descartáveis, também mostramos como funciona a coleta seletiva. Tudo para contribuir para a redução do lixo.

Ao chegarem para a oficina no sábado levamos as crianças para dar uma volta na rua e verem o lixo jogado no orelhão e na palmeira e pedimos a elas que fizessem uma plaquinha para as pessoas não jogassem mais lixo ali. Elas entenderam que era uma atitude para salvar o meio ambiente e demonstraram seu carinho pelo planeta.

Passamos um vídeo de 5 minutos da Comlurb explicando como funciona a coleta seletiva. Conversamos então sobre como separar o lixo seco do molhado, que é o primeiro passo. Tínhamos separado o nosso material de coleta seletiva que havíamos trazido de casa para que vissem que não era sujo, pois havia sido lavado e separado para a coleta seletiva. Eles entenderam então a diferença.

Depois passamos ao computador para jogar um jogo online de coleta seletiva. Eles se mostraram alunos exemplares ao colocarem cada item na lixeira correspondente. Passamos então a usar o material de coleta seletiva que trouxemos de casa e cada um foi colocado corretamente em sua lixeira. Elas gostaram tanto que queriam mais, foram até a rua catar lixo. As crianças que antes estavam acostumadas a brincar em volta do lixo sem enxergá-lo agora estavam brincando com ele, corriam para buscar copos de plástico e latinhas jogados na rua para lavá-los e jogá-los na lixeira para a coleta seletiva. Foi uma experiência muito gratificante ver o entusiasmo das crianças para separar o lixo. Se conseguimos mudar a cabeça delas já foi uma realização!

© 2023 by Sasha Blake. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now
10943684_624537554340791_614566740714403035_n