Patricia Bowles convida para a comemoração de 14 primaveras do Espaço Apis. Dedicada a apresentar todo esse tempo que passou em um formato diversificado, voltado para o design, a arquitetura, decoração e arte em todas suas formas de materialização, tão presentes ao longo da carreira da idealizadora do Apis.

O sobrado abriga a exposição Habitat na galeria. Habitat foi concebida para acontecer em Paraty mas atracou no prédio de 1913 no Rio antigo, fazendo a conexão com a arquitetura colonial de Paraty com obras criadas em Angra dos Reis. Objetos encontrados durante sua estadia na região são transfigurados pela mão da artista. Os índios da aldeia Guarani Sapucai, que participaram das oficinas de arte realizadas por Patricia em Angra, terão algumas peças em exposição.

No salão principal há uma instalação montada como um armazém do Rio antigo, com peças que contam a história dos 40 anos de carreira da artista. 

O Espaço Apis passa por uma reciclagem. As peças que estavam no sótão desceram para o térreo para serem expostas como um gabinete de curiosidades. As marcas do tempo aparecem agregadas à identidade de cada obra, como a poeira que envolve e unifica tudo. 

Uma parede do salão é dedicada ao último projeto de residência de artistas com curadoria de Manoela Bowles. Os artistas Gabriel Bretas e Leonardo Arruda também tiveram como proposta da residência a apropriação de materiais adormecidos no sótão e que foram transformados e tomaram vida como obra de arte.

Outros trabalhos de artistas que fizeram parte da história do Apis estarão presentes na sala do cofre. Além de outras surpresas que compõem esse conjunto de exposições, um relato que abre a uma pergunta: o que está por vir?

 

© 2023 by Sasha Blake. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now